Habitats da Rota Ornitológica Costeira de Gijón

Habitats da ROTA ORNITOLÓGICA DA COSTA DO GIJÓN

Nesta rota pode observar 3 habitats:

Mar cantábrico

O Mar Cantábrico faz parte do Oceano Atlântico. Com águas relativamente frias e profundas, um vento que continua a soprar forte e uma ondulação pronunciada pode parecer um ambiente de iumspium para a vida selvagem, mas as aparências enganam, porque o mar cantábrico está cheio de flora e fauna. Para isso, a pesca é importante para a pesca. Um grande número de aves marinhas que se reproduzem nas costas dependem do mar para a sua alimentação, destacando a gaivota patamarilla,o moñudo cormorão ou o paíño europeu. O Mar Cantábrico também é importante como uma área de inverno e passagem para aves marinhas do norte, como gannet, gaivota tridactil, shearwaters, baldes, paíños, negrones, colimbos,para citar apenas alguns.

Ribbed e costa plana:

A estreita faixa onde o mar e a terra estão localizados é um habitat robusto e dinâmico. Onde a força da ondulação e o vento atingiram continuamente a terra rochosa, as falésias íngremes formaram-se, cerca de 100 metros de altura. Nichos, prateleiras e fissuras nestas paredes mais ou menos verticais constituem o substrato de reprodução da abundante gaivota-de-vime amarelo e os poucos paíño europeus e corvos moñudo,e também do falcão peregrino. Atrás da primeira linha estende a espátula coberta em parte por um manto de urze denso. É um habitat reprodutor de tarabillas, rkings, cotovias, tineragem apoiada por vermelho,etc. Em tempo de migração, grandes bandas de transeuntes geralmente tomam terra na rasa para descansar e recuperar força.

Praias e bocas:

As falésias da costa são interrompidas por praias de vários tipos: areia, cascalho e rocha, bem como pelas bocas de pequenos rios como o Rio Piles ou a Ria de Avilés, onde se formam, graças ao trabalho implacável da maré, bancos de areia e lama (lodo), invertebrados ricos. Estes locais à beira-mar lisos, límpidos e silenciosos geralmente oferecem condições ideais para grupos de alimentação e repouso de gaivotas, pagadores, terns, fumareles e waders,especialmente fora da época de reprodução.